- 
English
 - 
en
Portuguese
 - 
pt
Spanish
 - 
es

BLOG EVOINC

Confira as
nossas notícias

O que é um planejamento tributário e como fazê-lo da maneira correta?

Compartilhar

CONTEÚDOS RELACIONADOS

Muitos empresários enxergam o planejamento tributário como um bicho de sete cabeças. Outros nem lembram dele, o que gera problemas para o negócio. No entanto, esse tema é muito importante para que a organização mantenha os tributos em dia e evite penalizações. 

A seguir, você vai poder conferir mais informações sobre o assunto e se convencer de que, apesar de ser complexo, isso pode ser mais simples do que se imagina. Vamos lá?

O que é planejamento tributário?

O termo refere-se à organização de estratégias para diminuir a carga tributária de uma companhia de maneira legal. O recomendado é que essas ações sejam definidas por especialistas da área, que conseguem avaliar toda a estrutura da empresa e, a partir disso, realizar uma análise completa para orientar os empresários em relação aos seus tributos.

Qual é a importância do planejamento tributário?

Ao investir em um bom planejamento tributário, a empresa cumpre todas as suas obrigações fiscais, não esquecendo nada e evitando se complicar com a legislação. Além disso, ao ter uma boa gestão dos seus tributos, é possível avaliar maneiras de reduzir o valor da carga tributária e entender melhor o seu negócio.

Como fazer um planejamento tributário?

Existem algumas etapas para realizar um planejamento tributário bem-sucedido. Confira!

1. Investigar dados

Colete o máximo de informações relacionadas ao pagamento dos tributos, como atividades operacionais da empresa, enquadramento tributário e porte da organização. A partir disso, é possível verificar em qual regime tributário o seu negócio se encaixa.

2. Avalie a natureza jurídica da empresa

No segundo passo, é necessário entender a natureza jurídica do negócio, ou seja, o seu formato legal. É uma Sociedade Anônima, Mista ou Limitada (LTDA)? É uma Cooperativa ou uma Empresa de Pequeno Porte (EPP)? Cada um desses conceitos apresenta as suas particularidades, o que vai definir o tipo de regime tributário a ser adotado pela organização.

3. Defina o regime tributário

Essa etapa se refere ao formato de levantamento e recolhimento de impostos que a sua organização irá seguir. No Brasil, são utilizados três modelos:

  • Simples Nacional: torna o pagamento de impostos mais simples, indicado para micro e pequenas empresas.
  • Lucro Real: a avaliação dos impostos ocorre de forma separada. É obrigatório para empresas que faturam mais de R$ 78 milhões ao ano.
  • Lucro Presumido: apresenta alíquotas particulares para cada lucro avaliado.

4. Crie o plano tributário

Com as informações em mãos e a natureza jurídica e o regime tributário definidos, é hora de estudar como a sua empresa pode atuar dentro desses contextos, no intuito de reduzir custos com impostos, permanecendo dentro da lei e de acordo com a sua operação.

5. Conte com profissionais qualificados

Apesar de o planejamento tributário não ser um bicho de sete cabeças, ele apresenta certas características bastante específicas, as quais muitos empresários não estão acostumados. Portanto, o ideal é contar com profissionais que tenham conhecimento sobre o assunto, para garantir uma gestão tributária eficiente e que se adeque às necessidades do seu negócio e cumpra a legislação.

Aqui, na evoinc., temos uma equipe qualificada e dedicada a atender ao que você precisa. Com um olhar apurado, desenvolvemos estratégias e soluções personalizadas à sua empresa.

Confira outros conteúdos

Permaneça em nosso blog e leia outros artigos que podem ser úteis para o dia a dia do seu negócio.

Conheça nossa expertise no setor de bioenergia e saiba o que podemos fazer pelo seu negócio!

ASSINE NOSSA

Newsletter