- 
English
 - 
en
Portuguese
 - 
pt
Spanish
 - 
es

BLOG EVOINC

Confira as
nossas notícias

Reforma tributária e os impactos na contabilidade

Compartilhar

CONTEÚDOS RELACIONADOS

Foto: Antônio Cruz/Agência Brasil

A provável reforma tributária no Brasil, já em discussão há algum tempo e que finalmente parece estar entrando em reta final de aprovação pelo Poder Legislativo, tem sido um tópico de grande interesse no mundo contábil e empresarial. A reforma tributária é um esforço – necessário – do governo brasileiro para simplificar o complexo sistema tributário, torná-lo mais eficiente e competitivo, e buscar promover e facilitar o crescimento econômico.

No entanto, a reforma também traz impactos e desafios significativos para contadores, empresas e profissionais relacionados à contabilidade, pois alterará de forma substancial as regras fiscais, tributárias e, consequentemente, as regras contábeis seguidas pelas empresas.

Falando exclusivamente de contabilidade e deixando de lado um pouco a parte tributarista, é possível enxergar diversos cenários distintos com a reforma. E em sua grande maioria, esses cenários dependem exclusivamente de como o texto e as novas regras serão redigidas, suas qualidades de informações, níveis de detalhamentos, e cobertura de possíveis brechas e ambiguidades, especialmente nesse momento inicial de transição e implementação. Abaixo, vamos explorar mais alguns pontos:

Planejamento Tributário

As mudanças no sistema tributário afetarão o planejamento tributário das empresas. Os contadores e tributaristas terão que revisar e ajustar as estratégias de planejamento tributário para otimizar a carga fiscal de seus clientes. A reforma pode levar a uma redução na carga tributária para algumas empresas, resultando em economias de custos. Porém, ela pode afetar as empresas de maneira desigual, dependendo de seus setores e estruturas. Alguns podem se beneficiar mais do que outros, ou até se prejudicar com as mudanças. A revisão do planejamento como um todo se faz essencial para buscar o aproveitamento ou mitigação otimizado das oportunidades ou ônus que a reforma pode trazer.

Revisão de sistemas contábeis e de execução de processos

As empresas deverão revisar seus sistemas e softwares deixando-os em conformidade com as mudanças na legislação tributária, bem como revisar seus processos contábeis para garantir que acomodem adequadamente as novas regras tributárias. Isso inclui a coleta de dados, cálculo de impostos, parametrização, relatórios e registros contábeis. Os contadores desempenharão um papel fundamental nas implementações das alterações e configuração adequada de software. Tais adequações vão gerar novos custos para as empresas. As alterações de sistema podem exigir novos investimentos junto as empresas de software, e consequentemente, investimento em treinamento e capacitação dos operadores para que consigam manusear de maneira eficiente as novas ferramentas que a reforma exigir.

Simplificação do sistema e potencial para erros iniciais

Regras tributárias mais simples podem reduzir a complexidade e o tempo dedicado pelos contadores na interpretação e aplicação das normas, facilitando a uniformidade. Com a promessa de serem mais claras e transparentes, a tendência é promoverem uma cultura de conformidade, reduzindo o risco de litígios, evasão e arbitragem, melhorando a confiança e sintonia entre as empresas e as autoridades fiscais. No entanto, conforme mencionado anteriormente, é necessário que o texto da legislação seja redigido de forma clara, com elevada qualidade de informação, alto nível de detalhamento, para que haja o mínimo de brechas para questionamentos e ambiguidades de entendimentos. Especialmente no momento de transição de um sistema para o outro, onde alterações repentinas podem levar a erros iniciais na interpretação e aplicação das novas regras fiscais e contábeis, que pode resultar em multas e penalidades para as empresas.

Portanto, a reforma tributária pode impactar diretamente os números apresentados em demonstrações financeiras. Contadores terão que se atentar exaustivamente a ajustar as demonstrações de acordo com as novas regras para refletir com precisão a situação financeira e os resultados das empresas. Para a contabilidade, a reforma pode ter benefícios e malefícios. Os contadores desempenham um papel crucial na adaptação e no acompanhamento das mudanças para garantir que as empresas cumpram as novas regras e aproveitem as oportunidades de economia de impostos, ao mesmo tempo que minimizam os riscos.

O sucesso da reforma tributária dependerá de como ela é projetada e implementada, bem como da capacidade dos contadores em se adaptar a essas mudanças. A colaboração ativa entre o governo, contadores e empresas é essencial para mitigar os desafios e maximizar os benefícios.

*Por Caio Lourenço – Assurance and M&A

Conheça nossa expertise no setor de bioenergia e saiba o que podemos fazer pelo seu negócio!

ASSINE NOSSA

Newsletter