- 
English
 - 
en
Portuguese
 - 
pt
Spanish
 - 
es

BLOG EVOINC

Confira as
nossas notícias

Processo de fusões e aquisições: o que é e como fazer?

Compartilhar

CONTEÚDOS RELACIONADOS

Diante de um mercado cada vez mais competitivo, as companhias estão atentas a estratégias que impulsionem os próprios negócios. Entre as alternativas, uma chama a atenção nos últimos anos: o processo de fusões e aquisições.

Cada vez mais comum, ele possibilita o aumento da competitividade e alavanca a capacidade de crescimento das empresas. Para você ter uma ideia, no primeiro semestre de 2021, foram registradas mais de 900 fusões e aquisições apenas no Brasil, de acordo com a Transactional Track Record (TTR). As operações foram capazes de movimentar R$ 250 bilhões.

Mas, afinal, quais são as vantagens do M&A e como fazer? É o que você vai ver ao longo do texto. Acompanhe a leitura e entenda tudo sobre o tema!

O que são fusões e aquisições?

São duas operações distintas, mas relacionadas entre si. Tanto que há uma sigla específica para essa transação: M&A (Mergers and Acquisitions, que significa fusões e aquisições). Veja a seguir a explicação de cada uma delas.

Fusões

Como o próprio nome indica, é um movimento que une duas empresas para criar uma nova companhia. O método acontece por vontade de ambas as partes, para combinar recursos e obter inúmeras vantagens, como aumentar a participação no mercado. Essa fusão é definitiva e, por isso, as organizações originais deixam de existir.

Aquisições

Nesse cenário, uma empresa compra a maior parte ou todas as ações de uma outra organização. A primeira não muda o seu nome e passa a assumir o controle, enquanto a segunda é integrada à compradora ou deixa de existir.

Por que as empresas optam pela fusão e aquisição?

O intuito é claro: trazer vantagens com a operação. No entanto, essa ciência nem sempre é exata. Por isso, ao dar o primeiro passo em um processo de fusão e aquisição, as empresas devem analisar se a combinação ou a compra de organizações irá, de fato, aumentar a receita e reduzir custos. Se der certo, os benefícios são diversos, entre eles:

  • Maior oferta de produtos e serviços

Em muitos casos, as companhias que participam de uma operação de fusão e aquisição atuam em segmentos diferentes, o que amplia significativamente a oferta de produtos e serviços. Mas, mesmo que sejam de áreas semelhantes, o portfólio de itens será maior.

  • Mais expertise em diferentes processos

Nessas operações, as empresas apresentam especialidades diferentes. Com a fusão ou aquisição, há uma contribuição de expertise por parte dos dois lados. Por exemplo, enquanto uma companhia pode entrar com a tecnologia, a outra possui uma excelente infraestrutura.

  • Redução dos custos

Em transições de fusão e aquisição, os custos tendem a ser reduzidos. Isso porque a nova empresa irá centralizar os processos, garantindo que os gastos administrativos diminuam, enquanto a receita aumenta.

  • Menor concorrência

Muitas vezes, se unir à concorrência por meio de uma aquisição ou fusão é a melhor alternativa para aprimorar a participação no mercado.

Quais são as etapas de um processo de fusão e aquisição?

Não há um modelo definido de como essas operações devem acontecer. O processo inicia quando uma empresa demonstra interesse em se unir ou comprar outra organização. No entanto, existem algumas etapas gerais para você entender como funcionam as fusões e as aquisições.

  1. O plano de execução é desenvolvido para definir objetivos, identificar alvos e riscos e estabelecer prazos.
  2. É feita uma avaliação da empresa interessada para constatar os benefícios e os riscos financeiros. 
  3. Uma estimativa é realizada, onde se detecta o valor da empresa alvo, para fazer uma oferta.
  4. Os líderes conversam sobre os prós e contras e tomam uma decisão.
  5. A estrutura da operação é feita para dar início à operação.
  6. Observa-se todas as questões da negociação, revisando-as para fazer uma diligência prévia.
  7. Os ajustes finais são feitos e o contrato é assinado, finalizando a transação.

Como está o mercado brasileiro em relação a fusões e aquisições?

No Brasil, essas operações vêm crescendo exponencialmente, já que o cenário está sendo bastante positivo às empresas, trazendo alta liquidez e consolidação nos seus mercados. Confira alguns exemplos de M&A bem sucedidos no país:

Magazine Luiza e Netshoes: em 2019, a loja adquiriu o e-commerce Netshoes, em uma operação avaliada em US$ 115 milhões, a fim de aumentar a sua participação no mercado online de roupas e calçados esportivos.

Bradesco e Nexxera: em 2020, o banco comprou a empresa de tecnologia financeira para aumentar a sua presença no setor por meio de soluções digitais.

Itaú Unibanco e XP Investimentos: em 2021, o banco adquiriu a corretora de valores para ter maior participação no mercado financeiro.

Sadia e Perdigão: em 2009, as marcas se fundiram e criaram a BRF, uma das maiores companhias de alimentos do mundo.

Como fazer uma fusão e aquisição da maneira certa?

As fusões e aquisições precisam ser vistas como uma alternativa estratégica, capaz de aumentar o lucro da empresa, além de otimizar processos e ampliar a participação no mercado. 

Mas, para fazer isso da maneira certa, o melhor é optar por consultores especializados que avaliam todo o cenário ao qual a sua companhia se encontra, buscando soluções personalizadas ao seu caso e oferecendo a orientação necessária em cada passo da operação.

Conte com a evoinc.

Saiba mais sobre a nossa atuação e entenda como podemos ajudá-lo nos processos de fusão e aquisição, levando a sua empresa ao topo.

Conheça nossa expertise no setor de bioenergia e saiba o que podemos fazer pelo seu negócio!

ASSINE NOSSA

Newsletter